Inteligência Artificial e Internet of Things na Indústria

Texto: Ana Lopes de Oliveira | ÉS Segurança – Consultoria Agro-Alimentar, Lda.

industria

A tecnologia e o seu ritmo alucinante de evolução, despoletou uma nova realidade no setor industrial: a Indústria 4.0.

Conhecida como a Quarta Revolução Industrial é caracterizada pela evolução exponencial da tecnologia da informação e processamento na indústria.

Conceitos como o Cloud Computing (armazenamento e processamento de dados em servidores na rede, conectados à internet com acesso em qualquer parte do mundo), a Big Data (repositório de massivas quantidades de dados) ou a Internet of Things (onde tudo existe no mundo real e no mundo digital), oferecerem aos gestores industriais possibilidades nunca antes vistas, de aumento de produtividade, diferenciação da oferta e controlo de cada processo que ocorre na unidade fabril.

Apesar da disseminação mundial do conceito de Industria 4.0, esta não deverá ser considerada uma “Revolução”, mas sim de uma unidade operacional (fornecedores, distribuidores, unidades fabris, e até o produto), proporcionando uma cadeia de valor altamente integrada.

Assim, de todas as tendências tecnológicas, a IoT (Internet of things), é particularmente interessante sendo um paradigma que preconiza um mundo de objetos físicos com sensores embutidos, conectados por redes sem fio que se comunicam usando a Internet, moldando uma rede de objetos inteligentes capazes de realizar variados processamentos, capturar variáveis ambientais, reagir a estímulos externos e até alterar a sua definição inicial.

(continua)

Nota: Artigo publicado na edição impressa da TecnoAlimentar 14, no âmbito do dossier Robótica na Indústria Alimentar.

Para aceder à versão integral, solicite a nossa edição impressa.

Contacte-nos através dos seguintes endereços:

Telefone 225899620

E-mail: marketing@agropress.pt