Maior empresa angolana de laticínios duplica produção

A Lactiangol, maior empresa angolana de laticínios, inaugurou uma nova linha de produção que vai permitir duplicar a capacidade, a partir de Luanda, para 13.000 litros de leite por hora.

laticinios

Trata-se de um investimento privado superior a 27 milhões de dólares (23,2 milhões de euros) que vai elevar ainda a produção de iogurte para 5.000 litros e de manteiga para 1.200 quilogramas por dia.

A nova linha de produção levou cerca de dois anos a concluir e em fevereiro de 2016 a empresa, criada em 1994, chegou a ter de reduzir a produção, entre 30 a 50 por cento, alegando dificuldades no acesso a divisas para a aquisição de matéria-prima, fruto da crise com as receitas da exportação de petróleo.

Trata-se de um problema que afetou, há mais de um ano, várias indústrias no país, na aquisição de matéria-prima, e no caso da Lactiangol, segundo a administração, a fábrica chegou a limitar a resposta a apenas 10% dos pedidos dos clientes, desde cadeias de distribuição ao pequeno comércio, além de ter reduzido a produção de iogurtes.

Durante a inauguração da ampliação e modernização da fábrica, a ministra da indústria de Angola, Bernarda Martins, assinalou a importância do investimento, afirmando que vai permitir reduzir a importação de leite pelo país.

«Com o surgimento de alguns produtores de leite, como é caso da Lactiangol, já é um facto esta redução de importação de leite e ainda o fomento das importações, através desses industriais», disse hoje a ministra.

A governante enfatizou a «coragem» e «persistência» dos investidores, ao modernizarem a unidade fabril, «hoje bastante renovada, ampliada, reabilitada até mesmo com tecnologia de ponta».

«Com isso, nós conseguimos hoje ter produto no mercado capaz de concorrer com qualquer produto importado. Estamos a falar de leite, iogurte e até mesmo de manteiga», realçou.

A produção e distribuição de leite ultrapasteurizado, leite escolar, iogurtes, manteiga, refrigerantes de sumos de frutas e sobremesas lácteas é a atividade principal da Lactiangol.

A empresa é pioneira no desenvolvimento da indústria agroalimentar em Angola, conforme destacou a ministra, acrescentando que este investimento vai permitir «dar sequência ao Programa da Merenda Escolar», iniciado pela Lactiangol.

Melhorar a eficiência tecnológica e logística, aumentando a capacidade produtiva, por forma a responder cabalmente à procura e à concorrência dos laticínios importados, além de aumentar os meios dedicados à recolha do leite junto dos produtos nacionais, são objetivos do processo de ampliação e remodelação da Lactiangol.

A empresa conta atualmente com 280 trabalhadores sendo 275 nacionais e cinco expatriados.

No contrato celebrado em fevereiro de 2016 entre a Lactiangol e a Unidade Técnica para o Investimento Privado (organismo do Estado), aquele grupo privado vai usufruir, ao abrigo deste investimento, da redução em 45%, ao longo de seis anos, do pagamento dos impostos Industrial e sobre Capitais, bem como sobre a aquisição de terrenos e imóveis (Sisa).

Fonte: Diário de Noticias