Vinhos portugueses vencem prémios em Moscovo

  • 09 fevereiro 2018, sexta-feira
  • mercados

Os vinhos portugueses venceram dois prémios Grand Prix no concurso Prodexpo, para o Melhor Vinho Tinto, com a Casa Ermelinda Freitas, Merlot Reserva 2015, e Melhor Vinho Licoroso, com a Adega Cooperativa de Favaios, Moscatel Favaios Colheita 1999.

vinhos

Estas marcas competiram com milhares de vinhos de todo o mundo, e foram ainda conquistadas medalhas de ouro e prata noutras categorias pelo conjunto dos produtores portugueses.

A Prodexpo é a maior feira alimentar da Federação Russa, que cumpre este ano a sua 25ª edição.

De acordo com o Secretário-Geral da CAP, Luís Mira, «este tipo de ações tem sido traduzido num aumento das exportações de vinho para o mercado russo, pelo que, no próximo ano, a CAP irá aumentar a sua área de exposição na Prodexpo, de forma a responder ao crescente interesse da produção nacional de vinho por este mercado».

A CAP organizou, pelo 5º ano consecutivo, a participação de um conjunto de empresas produtoras de vinho, através do fundo comunitário Promoção de Vinhos em Mercados de Países Terceiros, em várias ações no mercado russo. Esta missão iniciou-se em São Petersburgo, com iniciativas que envolveram 350 especialistas russos do setor do vinho, nomeadamente uma prova, um seminário sobre os vinhos portugueses e um jantar vínico, num restaurante histórico da cidade.

Participaram nesta iniciativa da CAP: Adega Cooperativa da Vermelha; Adega Cooperativa de Favaios; Adega Cooperativa de Ponte de Lima; Casa de Vilanova; Casa Ermelinda Freitas; Casa Santos Lima; Caves de Santa Marta; Cooperativa Agrícola Stº. Isidro de Pegões CRL; DFJ Vinhos; Manuel Costa & Filhos, Lda.; Manzwine Lda.; Quinta da Raza, Lda.; Quinta das Arcas Sociedade Agrícola Lda.; Sogrape Vinhos, SA; VERCOOPE - União das Cooperativas da Região dos Vinhos Verdes, CRL; Viniverde - Promoção e Comércio de Vinhos Verdes, SA.