Enartis apresenta ZENITH®: a revolução na estabilização dos vinhos

A multinacional italiana atinge um patamar decisivo rumo à sustentabilidade ambiental, através de um novo produto que põe termo à estabilização pelo frio. A sua utilização permite às adegas economizarem até 80% da energia e água potável, assim como reduzirem em 90% as emissões de gases com efeito de estufa, aspetos fundamentais para minimizar o impacto da seca que se verifica em grande parte das regiões vitivinícolas de Portugal.

enartis

A Enartis, empresa do Grupo ESSECO que opera à escala global no mercado dos produtos para a enologia, acaba de anunciar o lançamento da gama ZENITH®, constituída por soluções revolucionárias com base no poliaspartato de potássio A‑5D K/SD, para a estabilização tartárica e da matéria corante dos vinhos, independentemente dos seus níveis de instabilidade.

Autorizada no passado dia 28 de outubro pela União Europeia, após a aprovação pela EFSA - Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar e pela OIV - Organização Internacional da Vinha e do Vinho, a gama ZENITH® apresenta-se no mercado com diferentes produtos para aplicação em vinhos tintos, rosados, brancos e espumantes.

Resultado da investigação de mais de seis anos na qual colaboraram institutos e universidades internacionais de prestígio, a gama ZENITH® representa um ponto de rutura com a estabilização pelo frio.

As propriedades do poliaspartato de potássio, um poliaminoácido produzido a partir do ácido L-aspártico, por sua vez um aminoácido naturalmente presente nas uvas, permitem que ZENITH® proporcione aos vinhos uma total estabilidade tartárica e da matéria corante ao longo do tempo, permite que resistam a condições térmicas adversas e impede a formação de cristais de tartarato, mantendo assim inalteradas as características organoléticas dos vinhos. De fácil utilização e aplicação imediata, a gama ZENITH® requer um ínfimo consumo de energia, água potável e mão-de-obra.

«Além de garantir vinhos mais estáveis e adegas mais competitivas – benefícios evidentes para todo o setor enológico – a gama ZENITH® constitui um avanço em termos de sustentabilidade ambiental», afirma Samuele Benelli, Business Diretor da Enartis International.

«Estima-se que a sua utilização vai permitir às adegas pouparem até 80% de consumo energético e de água potável, contribuindo também para a redução em cerca de 90% das emissões de gases com efeito de estufa», conclui Benelli.

A gama ZENITH®, que entra agora na família de estabilizantes Enartis, após o ácido metatartárico, a goma arábica, as manoproteínas e a CMC, é o resultado de um complexo e articulado trabalho, iniciado em 2011 com a investigação do poliaspartato de potássio, tendo evoluído para o projeto StabiWine, que juntou a colaboração de prestigiados institutos de investigação e universidades, assim como de entidades internacionais da indústria vinícola, entre as quais a Universidade de Milão, a Universidade de Turim, a Universidade de Saragoça, o Council for Agricultural Research and Economics (CREA), a Associação Italiana de Agricultura Biológica (AIAB), o Australian Wine Research Institute, o Institut Rhodanien, a Vinidea e o Instituto Francês da Vinha e do Vinho (IFV).

«As competências desenvolvidas ao nível global, a capacidade de aplicação concreta das mesmas e as relações desenvolvidas com instituições altamente prestigiadas em todo o mundo, tornaram possível à Enartis inaugurar uma nova era na enologia», declara Gianni Triulzi, R&D Manager da Enartis.

A Enartis é uma companhia do Grupo ESSECO, que desde há praticamente um século se dedica ao desenvolvimento de soluções tecnológicas ao serviço da química inorgânica e da enologia.

Com uma gama de mais de 300 produtos especializados – taninos, enzimas, ativadores de fermentação, leveduras, bactérias, estabilizantes, clarificantes e produtos de afinamento e estágio – e com os seus 200 funcionários, a Enartis colabora com mais de 10.000 produtores em 50 países para melhorar a qualidade do vinho e garantir a total conformidade com os normativos mundiais.

O constante empenho na investigação e desenvolvimento, a certificação internacional FSSC 22000 de segurança alimentar e o cumprimento dos mais rigorosos requisitos de qualidade do código enológico e alimentar, permitem que a Enartis lance no mercado soluções inovadoras e produtos seguros que contribuem para a produção de vinhos que expressem e enalteçam ao máximo as suas características sensoriais.