Copa-Cogeca contra proposta para rotulagem por cores

O Copa-Cogeca opôs-se a uma iniciativa conjunta de rotulagem nutricional dos alimentos por parte de seis importantes multinacionais que, segundo a organização, corre o risco de enganar os consumidores e trabalha contra uma dieta saudável, nutritiva e equilibrada.

rotulagem

A decisão dos representantes de agricultores e cooperativas da União Europeia surgiu numa reunião conjunta do Grupo de Alto Nível sobre Nutrição e Atividade Física e a Plataforma de ação da União Europeia sobre alimentação, atividade física e saúde.

Em março deste ano, importantes multinacionais acordaram apoiar em conjunto uma rotulagem nutricional na União Europeia (UE) com cores, tipo semáforo, baseada em porções em vez de 100 gramas, semelhante ao sistema do Reino Unido.

O secretário-geral do Copa-Cogeca, Pekka Pesonen, assinalou que a União Europeia rejeitou durante anos fazer um sistema codificado por cores para rótulos em alimentos e bebidas, considerando que este induzia em erro os consumidores, razão pela qual opõem-se a esta iniciativa, tendo em conta que estes sistemas de rotulagem focam-se em certos ingredientes, ignorando a contribuição nutricional geral dos produtos agrícolas «na nossa dieta», disse Pesonen.

Os produtos agrícolas são uma fonte essencial de diferentes nutrientes necessários para a saúde e são muito mais que energia, sal, açúcar ou gordura. Incluem muitas vitaminas distintas (A; B1; B2; B3; B5; B7; B12; C; D; E; K) fibra, aminoácidos essenciais, ácidos gordos e minerais, como o cálcio, ferro, magnésio, potássio, fosforo e zinco, entre outros.

Fonte: Agrodigital