Comissária europeia do Comércio avisa que a UE vai combater as tarifas adicionais dos EUA

Portugal está incluído na lista de países afetados e estará sujeito a taxas de 25% em produtos como leite e carne de porco. As novas tarifas são implementadas a partir de 18 de outubro.

Cecilia Malmström, a comissária europeia do Comércio, garantiu que a União Europeia vai “lutar até ao fim” para impedir as novas tarifas e as consequências destas. 

Segunda a Lusa, em conferência de imprensa para apresentação de um relatório sobre o setor, em Bruxelas, Cecilia Malmström indicou que escreveu «recentemente uma carta a Robert Lighthizer, representante dos Estados Unidos para a área comercial e negociador chefe para esta área, para lhe dizer novamente que, apesar de eles poderem impor sanções alfandegárias, isso não significa que eles o devam fazer». 

No início deste mês, a OMC decidiu a favor dos Estados Unidos e autorizou o país a aplicar tarifas adicionais quase sete mil milhões de euros, a mais alta multa da sua história. Tal surge como uma retaliação pelas ajudas da UE à fabricante francesa Airbus.

As tarifas afetam produtos como o leite, queijos, iogurtes, manteigas, carne de porco, mosluscos, citrinos, peras e outros na percentagem de 25%. Os vinhos verdes portugueses também serão afetados, dada a sua exportação alta para os EUA.