CHEP e Coca Cola Portugal juntas por uma cadeia de abastecimento mais sustentável e eficiente

Um mundo com desperdício zero é um dos objetivos da colaboração e do programa da CHEP “Zero Waste World”.

A CHEP e a Coca Cola European Partners (CCEP) acabam de anunciar a sua colaboração para uma cadeia de abastecimento mais sustentável e eficiente no 22º Congresso de Logística da Associação Portuguesa de Logística (APLOG). O congresso, que teve como tema este ano “As Novas Fronteiras da Logística”, foi também palco para a apresentação do programa “Zero Waste World”.

Este é um programa de colaboração da CHEP, que junta fabricantes e retalhistas líderes de mercado comprometidos em criar cadeias de abastecimento mais sustentáveis e inteligentes.

O programa foca-se em três áreas: na eliminação do desperdício físico, reavaliando a existência de embalagens de uso único e as causas do produto estragado; na erradicação de quilómetros de transporte sem carga, através de iniciativas de colaboração, desde a otimização de cargas a soluções de transporte colaborativo; e na supressão de ineficiências, desde a análise avançada e visibilidade da cadeia de abastecimento, à automatização, otimização e controlo dos processos.

A colaboração com a CCEP é um dos exemplos destas coligações. Apresentada no 22º congresso da APLOG, a colaboração da CHEP e da Coca Cola tem como objetivo tornar a cadeia de abastecimento mais sustentável e, consequentemente, mais eficiente.

Para operar da forma mais eficiente possível, a empresa necessita da quantidade certa de paletes no momento certo, o que é permitido pela escala e flexibilidade do serviço da CHEP. 

Márcio Cruz, Diretor de Comunicação e Relações Externas da Coca-Cola European Partners Portugal, afirma que "a CCEP procura sempre apoio nos seus fornecedores para tornar as suas práticas de negócio mais sustentáveis. O sistema de pooling da CHEP, com base em paletes que foram recondicionadas, reutilizadas e, por fim, recicladas, reduziu a dependência da CCEP em paletes descartáveis destinadas a acabar em aterros sanitários, contribuindo para uma diminuição da necessidade de madeira. Tentamos eliminar o desperdício onde é possível”.

"Com o sistema de pooling da CHEP, a CCEP pode alugar e partilhar paletes de alta qualidade, em vez de comprar as suas próprias e ter de as armazenar e conservar. Isto permite uma poupança de custos, contribuindo também para a melhoria do desempenho, segurança e sustentabilidade da cadeia de abastecimento", afirma Filipa Ferreira Mendes, Country Manager da CHEP em Portugal. 

Sobre Zero Waste World, Paul Nathan, Senior Director do programa, afirma que "a visibilidade e o alcance da rede da CHEP coloca-nos numa posição única na cadeia de abastecimento para colaborar com empresas e ajudá-las a poupar tempo, dinheiro e recursos, enquanto criamos maior valor para a sociedade. "

"Estabelecemos parcerias com líderes globais do setor dos bens de grande consumo, utilizando a nossa experiência em circularidade e expandindo o nosso modelo de partilha e reutilização para reduzir o impacto nas respetivas cadeias de abastecimento. Apesar de estarmos orgulhosos do nosso trabalho até agora, isto é apenas o início. Para ultrapassar os desafios que partilhamos, precisamos de uma colaboração e um esforço concertados, mas tenho a certeza de que juntos podemos fazer a diferença".

A CHEP está a alargar a iniciativa a coligações com várias empresas e a eventos de inovação abertos, em que especialistas da cadeia de abastecimento se podem juntar pessoalmente, de forma regular e virtual, para partilhar ideias e exemplos das melhores formas de abordar os três principais desafios do programa Zero Waste World.

Na Europa, as soluções de colaboração no transporte da CHEP já ajudaram mais de 200 clientes a poupar 6,6 milhões de quilómetros em viagens com camiões vazios, a evitar 6500 toneladas de emissões de CO2 e a poupar 8,7 milhões de euros.

Para obter mais informações sobre o programa “Zero Waste World”, aceda aqui.