Agri Milk Show regressa em 2017 com conceito mais alargado

Genética, ordenha robotizada, alternativas alimentares para o gado, máquinas agrícolas, novos negócios e o Concurso Nacional da Raça Hosltein-Frísia foram alguns dos temas em destaque no I Agri Milk Show.

agri milk show

Segundo a organização, a feira apostou tanto em potenciar o negócio como em sensibilizar o público para a importância do leite e derivados na alimentação.

Carlos Diogo Salgueiro, presidente da Associação Portuguesa de Criadores de Raça Frísia, APCRF, coorganizadora do evento, congratulou-se com o sucesso da feira «que vai ajudar a puxar para cima um sector que tem tido as suas dificuldades, mas que tem muita vontade de as ultrapassar».

São iniciativas deste género «que puxam pela autoestima dos produtores, porque conseguimos dar uma imagem de modernidade e pujança numa área com um peso considerável na economia portuguesa».

Jorge Miguel Corais, líder do projeto e coorganizador, mostrou-se «muito satisfeito» com os resultados alcançados, considerando que foi possível provar que «uma feira agrícola, em Portugal, pode ser uma feira profissional e técnica, exclusivamente orientada para o negócio, sem a componente festiva e de espetáculos. Um evento virado para a facilitação do negócio e para a troca de ideias, em fóruns especializados».

«Apesar do momento do setor, com todos os constrangimentos conhecidos, os expositores “viram neste Agri Milk Show uma feira pela positiva, que exalta o know-how português nesta área e que os deixa orgulhosos enquanto players do setor».

A feira esteve quatro dias na Exponor, o que também representou um salto em termos de ambição, ocupando o grande Centro de Exposições do norte do país.

«O Agri Milk Show tem como referência no setor a FIMA, de Saragoça, e tendo em conta o sucesso da primeira edição é nossa convicção que poderemos, a médio prazo, ser uma referência na região do Noroeste Peninsular», afirma Jorge Miguel Corais.

A I edição permitiu, também, perceber que os vários expositores acreditam no potencial de desenvolvimento do conceito que, em 2017, pode vir a ser alargado a mais subsetores dos laticínios, como cabras, ovelhas e uma presença mais marcante dos industriais de laticinios, chamando mais empresas que a montante e a jusante trabalham no agronegócio.

«É uma ideia que vamos maturar, mas o feedback que recebemos dos expositores presentes aponta nessa direção», sublinha o mentor do Agri Milk Show.

No último dia do Agri Milk Show apurou-se o vencedor do 36º Concurso Nacional da Raça Holstein Frísia, com a vitória a recair num exemplar da Sociedade AgroPecuária Vilas-Boas e Pereira Lda, de Ponte de Lima.

Manuel Pereira, responsável da sociedade, já tinha visto as suas vacas premiadas em outros concursos, mas faltava-lhe vencer este que é um dos mais conceituados. «É o resultado de um trabalho que só tem oito anos, mas que tem vindo a ser reconhecido por todos que trabalham nesta área», disse.

Fonte: Grande Consumo