Operação Internacional apreende toneladas de alimentos e bebidas

Uma operação policial internacional, onde a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) participou, recuperou milhares de toneladas e centenas de litros de bebidas adulteradas. Entre atrocidades detetadas estão azeitonas pintadas e carne em formol.

Os agentes da Interpol e da Europol recuperaram, entre novembro de 2015 e fevereiro de 2016, 10 mil toneladas de alimentos e mil litros de bebidas falsificadas, numa mega operação realizada em 57 países em todo o mundo. Entre os produtos apreendidos estão nove toneladas de açúcar contaminado com fertilizantes no Sudão ou 85 toneladas de azeitonas pintadas com sulfato de cobre para melhorar a sua aparência em Itália, por exemplo. A operação OPSON V também recuperou 30 toneladas de carne não apta para consumo humano à venda em supermercados na Tailândia.

Segundo Chris Vansteenkiste, responsável de delitos contra a propriedade intelectual da Europol, o aumento dos preços dos alimentos e a globalização da cadeia alimentar oferecem às redes criminosas a possibilidade de vender produtos falsificados de qualidade inferior. Entre os principais objetivos da OPSON V destacam-se a identificação e desmantelamento de redes de crime organizado envolvidas na produção ou comercialização de produtos alimentares objeto de práticas fraudulentas, o reforço da cooperação entre diferentes entidades e sensibilizar os cidadãos para os perigos associados à fraude alimentar, particularmente decorrentes da falsificação de géneros alimentícios.

Todos os alimentos e bebidas estão a ser destruídos pelas autoridades dos respetivos países envolvidos na operação.

Ler aqui.