Imposto sobre o sal não avança

O imposto sobre o sal vai ficar de fora do Orçamento de Estado para 2018, depois do CDS-PP ter conseguido aprovar, uma proposta para eliminar este imposto.

sal

A proposta foi aprovada com os votos a favor do PSD e do CDS-PP e com a abstenção do PCP.

O Governo tinha contemplado a criação de um novo imposto de 0,80 euros por quilograma sobre as bolachas, biscoitos, batatas fritas e desidratadas e flocos de cereais, quando estes alimentos tivessem mais de um grama de sal por cada 100 gramas de produto.

O Governo estimava que este imposto rendesse 30 milhões de euros, verba que queria consignar ao Serviço Nacional de Saúde «para a prossecução dos programas para a promoção da saúde e para a prevenção da doença».

O CDS-PP considera que não passa de uma medida para arrecadar mais receita e defende que não é pela via fiscal que se promove a adoção de hábitos alimentares mais saudáveis.