Governo estuda taxa sobre alimentos gordurosos e salgados

É objetivo do Governo implementar a taxa do sal e alargar a taxa sobre o açúcar a novos alimentos, tendo em conta a prevenção da saúde dos cidadãos.

Segundo o Jornal de Notícias, a tomada de posse da bastonária da Ordem dos Nutricionistas, o novo secretário de Estado da Saúde, António Sales garantiu que será reforçada a «estratégia de promoção da alimentação saudável» como forma de prevenção, assegurando que está a ser estudada a implementação da taxa do sal, a par do alargamento da taxa do açúcar a outros produtos e da criação de uma taxa para as gorduras.

O Orçamento do Estado em vigor já prevê penalizações para níveis de açúcar mais elevados. As bebidas são taxadas consoante a quantidade de açúcar: bebidas com menos de 25 gramas por litro pagam uma taxa de euro euro por cada 100 litros; bebidas com 25 a 50 gramas de açúcar por litro pagam taxa de seis euros por cada 100 litros; entre os 50 e os 80 gramas de açúcar por litro, a taxa é de oito euros por cada 100 litros; por fim, para as bebidas com 80 ou mais gramas de açúcar por litro, a taxa é de 20 euros por cada 100 litros.

Recentemente, os alimentos com mais açúcar, sal e gorduras foram banidos da publicidade para crianças, representando outra estratégia para a prevenção da saúde dos portugueses.