Cadeia alimentar: ASAE promove seminário sobre avaliação dos riscos

O auditório do campus do Lumiar, em Lisboa, irá ser palco a 14 de outubro do seminário “A ASAE e a Comunidade Científica na Avaliação dos Riscos e na Comunicação dos Riscos” na Cadeia Alimentar.

seguranca alimentar

O evento, organizado pela ASAE, contará com a presença de diversas entidades com papel na Avaliação e Comunicação dos Riscos, tanto a nível nacional, como internacional.

De acordo com a ASAE terá como principais objetivos «não só dar a conhecer o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nestas áreas pelos vários intervenientes, como também promover a reflexão sobre várias questões relacionadas com os riscos alimentares».

Do programa, destaque para a sessão plenária sobre Avaliação dos Riscos que conta com a comunicação “ASAE enquanto Ponto Focal nacional junto da EFSA – Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar”, a cargo de Filipa Melo de Vasconcelos, subinspetora geral da ASAE – Autoridade de Segurança Alimentar e Económica.

“A Agenda Europeia de Avaliação de Risco e as oportunidades de cooperação via Art.36º/EFSA- European Food Safety Authority” e “Avaliação dos Riscos na ASAE
Plano Nacional de Colheita de Amostras” são os temas que se seguem no âmbito da sessão.

Segue-se a reflexão sobre as seguintes temáticas:

- A importância do Laboratório de Segurança Alimentar na ASAE, Agenda Nacional de Avaliação dos Riscos até 2020;

- O impacto da comunicação dos riscos aos jovens;

- O Projeto ASAE “Alimento Seguro”- Avaliação do impacto nas crianças;

- Projeto ASAE “Mãos Limpas”;

- Projeto ”Come devagar e bem e mexe-te também”;

- A Cooperação ERSAR/ASAE- balanço e perspetivas futuras;

- A Avaliação dos Riscos em Cabo Verde;

- ASAE no Contexto dos Projetos Internacionais;

- A Importância do Inquérito Nacional de Consumo na Avaliação de Riscos;

- Estudo de Avaliação de Risco,“Exposição de contaminantes químicos, em três dietas diárias de gravidas com tendências alimentar distintas”;

- Estudo de Avaliação de Risco, “Avaliação do risco da exposição a substâncias estimulantes (cafeína, taurina e glucoronolactona) em adolescentes do distrito de Lisboa”.

A ASAE informa ainda que, no seguimento do inquérito conduzido pela Autoridade, na qualidade de Focal Point da EFSA, haverá ainda lugar ao anúncio oficial da Agenda Nacional de Avaliação de Riscos.

«A consubstanciação da Agenda Nacional de Avaliação de Riscos implicou o envolvimento direto de cientistas e especialistas em diversas disciplinas da avaliação de risco e em todas as áreas da segurança alimentar».

A ASAE tem por missão a fiscalização e prevenção do cumprimento da legislação reguladora do exercício das atividades económicas, nos setores alimentar e não alimentar, bem como a avaliação e comunicação dos riscos na cadeia alimentar, sendo o organismo nacional de ligação com as suas congéneres, a nível europeu e internacional.

A instituição realça ainda «o facto de a ASAE enquanto ponto focal e membro efetivo do Conselho Consultivo da EFSA estar empenhada em associar-se à estratégia definida pela EFSA até 2020, visando edificar uma verdadeira comunidade de conhecimento e capacidade de avaliação científica nacional alinhada com a Europa, tendo presente as nossas especificidades próprias lusitanas, aproveitando ainda esta oportunidade para a definição da nossa própria agenda de avaliação de risco».