INE: Volume de negócios da indústria recua 8% em junho

O Índice de Volume de Negócios na Indústria recuou 8% em junho, depois de em maio ter subido 3%. Os dados foram divulgados esta quinta-feria (8 de agosto) pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Texto: Ana Catarina Monteiro

Em termos homólogos, as vendas na indústria diminuíram 1,4% no segundo trimestre de 2019, depois de o mesmo indicador ter registado um aumento de 0,5%, entre janeiro e março. Por outro lado, a variação mensal do índice de volume de negócios na indústria fixou-se em -11,3% (-0,6% em junho de 2018, face ao respetivo mês transato).

Os índices relativos às vendas com destino aos mercados nacional e externos passaram de aumentos homólogos de 4,3% e 1,4% em maio, respetivamente, para reduções de 4,5% e 12,7% em junho. O agrupamento de energia foi o único setor a dar um contributo positivo, de 0,5 pontos percentuais, para as vendas no mercado português.

Os agrupamentos de bens intermédios e de bens de consumo contribuíram com menos 2,8 e 2,6 pontos percentuais para a variação do índice total, em resultado de diminuições homólogas de 8,3% e 9,4%, quando em maio tinham registado aumentos de 3,1% e 3,7%, pela mesma ordem.

Quanto ao índice de bens de investimento, passou de subida de 3,6% em maio, para diminuições de 6,0% em junho, contribuindo com menos 1 ponto percentual para a variação do índice agregado.

De acordo com o INE, a descida nas vendas da indústria pode ser influenciada pelo menor número de dias úteis do mês em análise, uma vez que junho teve menos quatro dias do que o mês anterior e menos três do que o período homólogo de 2018.