Etiquetas alimentares da Checkpoint recebem dupla certificação de qualidade

A Checkpoint Systems, provedor mundial de soluções para a disponibilidade de mercadoria na industria retalhista, anunciou que as suas soluções 4210 EP Food Label se converteram nas primeiras etiquetas de proteção antifurto do mercado certificadas para o uso alimentar e no microondas.

etiquetagem

Estes consumíveis contam com o apoio do setor retalhista em Espanha e Portugal, que entre 2016 e 2017 adquiriram mais de 57 milhões de unidades.

A certificação resulta de uma inspeção independente realizada pelos consultores certificados TÜV Rheinland e ISEGA, e refere que os utilizadores podem colocar no microondas os produtos adquiridos, ao mesmo tempo que os artigos ficam protegidos de qualquer tipo de contaminação derivada do adesivo da etiqueta.

A 4210 EP Food Label oferece uma facilidade de deteção líder no mercado e é uma das mais pequenas que existe.

Além do mais, a modalidade da etiqueta para congelados, que está em fase de provas, pode estar em contacto com as embalagens de Mylar cobertos de UV.

O certificado da ISEGA assegura que as etiquetas cumprem a regulamentação europeia em matéria de segurança alimentar.

David Pérez, Diretor Geral da Checkpoint Systems em Espanha e Portugal, afirma que «quando vemos uma peça de carne embalada numa loja, assumimos que a embalagem é uma barreira. Contudo, não é: está especialmente desenhada para que entre e saia o ar e assim evitar que a carne perca a cor. Alguns componentes dos adesivos das etiquetas podem trespassar através da embalagem e infringir a normativa atual da União Europeia para artigos em contacto com alimentos».

Depois de um teste exaustivo, a ISEGA concluiu que a etiqueta 4210 da Checkpoint garante a segurança do consumidor, já que os produtos químicos potencialmente nocivos não entram em contacto com os produtos de carne, o que proporciona um grau extra de proteção aos retalhistas.

Descongelar no microondas com segurança

A análise da TÜV revela que as etiquetas de segurança de outros fabricantes ficam douradas nas bordas ao serem aquecidas num microondas, e que em nalguns casos inclusivamente se queimam, o que faz com que sejam potencialmente inseguras para os consumidores. Em contrapartida, a série 4210 EP Food Label da Checkpoint superou todas as provas sem incidentes.

Melhor proteção contra o furto e mais pequena

A nova etiqueta pode aplicar-se facilmente na origem e nas etiquetas de preço e de informação de produto incluindo todas as opções de embalagem, desde a película aderente (transparente), até às cuvetes.

Com um rendimento RF-EAS melhorado, a etiqueta 4210 é perfeita para lojas de alimentação que precisam proteger produtos como carne ou queijo com alto risco de furto. A solução está desenhada para melhorar a eficiência em loja, facilitando aos retalhistas incrementar a disponibilidade de mercadoria.

David Pérez continua dizendo que «um estudo recente revelou que os produtos alimentares, incluindo a carne gourmet, são cada vez mais cobiçados pelos visitantes desonestos. Etiquetar na origem permite às lojas reduzir o furto e aumentar as vendas durante os meses mais exigentes do ano».

Outra novidade da série Food Label é a etiqueta 4215, que conta também com a dupla certificação e pode integrar-se nas impressoras de etiquetas de produto das lojas.

Os primeiros resultados mostram uma descida de pelo menos 40% da perda desconhecida de carnes cortadas e embaladas desde a introdução desta solução RF integrada que pode poupar centenas de milhares de euros ao ano

Colaboração entre fabricantes e retalhistas

Referindo-se ao programa de proteção na origem da Checkpoint Systems, David Pérez aponta que «além de ajudar a poupar tempo de trabalho e assegurar que todos os produtos chegam protegidos e prontos para a venda, um representante da Checkpoint realizará auditorias nas lojas, formará os empregados e visitará os fabricantes. Incluímos este serviço em todos os nossos programas de etiquetagem para facilitar a sua integração».

A Checkpoint Systems também pode proporcionar opções de impressão personalizadas para as etiquetas alimentares, incluindo logos de marca e mensagens da cadeia juntamente com o símbolo que indica que o artigo está protegido.