Smoothies comerciais: estabilidade dos compostos antioxidantes

Por M. Antónia Nunes, Anabela Costa, João Barreira, Ana Vinha, Rita C. Alves, Ada Rocha e Beatriz Oliveira

smoothies

Resumo

Os smoothies são bebidas resultantes da mistura de frutas, sumos e polpas de frutas, hortícolas, iogurte ou leite. A mais-valia associada a estes produtos é o conceito “natural” e “fresco”, sem adição de açucares e/ou corantes, aproximando o seu conteúdo às características da fruta no seu estado natural.

Neste estudo, determinou-se o teor de compostos bioativos (compostos fenólicos, flavonóides e taninos) e a capacidade antioxidante (inibição do DPPH - e poder redutor, FRAP) de smoothies disponíveis no mercado português.

Para estudar as alterações ao longo do armazenamento, as amostras foram analisadas em três períodos distintos: momento da aquisição, 14 e 21 dias depois. Os resultados demonstraram, de forma inequívoca, a diminuição do teor de compostos bioativos e da capacidade antioxidante ao longo do tempo.

Além do mais, este decréscimo de bioatividade ocorreu independentemente do tipo de formulação utilizada, sem que qualquer das matrizes tivesse evidenciado um efeito protetor.

Introdução

Os frutos e os hortícolas são essenciais para um padrão alimentar saudável devido à presença, na sua composição, de compostos bioativos naturais denominados “fitoquímicos” ou “fitonutrientes”, que conferem normalmente cor, sabor, aroma e proteção as plantas contra agressões ambientais.

A ingestão de fruta, através de formas alternativas é apelativa para o consumidor, respondendo à preocupação com a saúde, cada vez mais presente.

Este procura produtos saudáveis e “naturais”, frescos ou minimamente processados, facilmente acessíveis, com um custo reduzido e seguros.

Os smoothies são bebidas obtidas pela mistura de frutas, sumos ou polpas de frutas, hortícolas, iogurte ou leite; podem ser preparados de forma caseira, com fruta fresca ou utilizando barras de polpa de fruta congeladas ou podem ser adquiridos no mercado, prontos a consumir (smoothies comerciais).

Desta forma, os smoothies são produtos alternativos que, não substituindo totalmente o consumo da fruta, podem oferecer uma opção adequada, uma composição variada, inserida num padrão alimentar saudável.

O termo “smoothie”, sendo de difícil tradução, foi adotado para o mercado português. Avaliou-se neste trabalho, a capacidade antioxidante de smoothies disponíveis no mercado português.

Foram também determinadas as alterações no teor de substâncias bioactivas (compostos fenólicos, flavonóides, taninos) no momento da aquisição (0 dias) e durante o prazo de validade (14 e 21 dias).

(Continua)

Nota: Este artigo foi publicado na edição n.º 3 da Revista TecnoAlimentar.

Para aceder à versão integral, solicite a nossa edição impressa.

Contacte-nos através dos seguintes endereços:

Telefone 225899620

Email: marketing@agropress.pt