Segurança alimentar dá mote a seminário em Maputo

  • 02 outubro 2017, segunda-feira
  • mercados

Mais de 300 visitantes de 28 países diferentes participam de 9 a 11 de outubro numa conferência, em Maputo, Moçambique, para discutir os desafios técnicos e comerciais que as indústrias agroalimentares e de fertilizantes enfrentam na região.

maputo

A conferência “Agroalimentar da África Oriental e do Sul” inclui uma receção de gala apresentada pela OCP Africa, organizada pela Unidade de Investigação sobre Mercadorias, uma empresa de eventos e consultadoria líder e independente de análise global de fertilizantes, e pela Parceria Agroalimentar e de Fertilizantes Africana (AFAP).

A sessão de abertura prevê intervenções de um representante do Governo de Moçambique, de um antigo comissário da União Africana, do Secretário-Geral da COMESA e de um representante da Ma'aden, um produtor líder global de fertilizantes.

A seguir intervêm mais de 40 oradores de toda a cadeia de valor do sector agroalimentar e dos fertilizantes, incluindo líderes das principais instituições moçambicanas, como o Ministro do Comércio e do Investimento, a Associação para a Promoção do Uso de Fertilizantes (AMOFERT), a Confederação de AssociaçõesEconómicas (CTA) e a Agência para o Investimento e Promoção do Investimento (APIEX).

Nos debates participam empresas líderes na produção e comércio de fertilizantes de toda a região, incluindo a OCP Africa, a ICL, a Indorama, a ETG, a Farmers Words e a Chemplex.

«Com sessões sobre temas essenciais, tais como o custo dos fertilizantes para os agricultores da região, formas de melhorar as cadeias de abastecimento de matérias primas agrícolas e como o governo local e os fornecedores internacionais de fertilizantes podem trabalhar em parceria para construir um setor agroalimentar mais forte, o evento terá um valor incalculável», afirmou Nicola Coslett, da CRU Events, citado pelo jornal de Angola.