Retalho: volume de vendas cresce em Portugal

O volume das vendas no comércio a retalho cresceu, em Portugal, o dobro dos países da União Europeia.

Em outubro, o volume de vendas no comércio a retalho subiu, em Portugal, 4,2% em comparação com igual período do ano anterior, enquanto as vendas nos 28 estados-membros cresceram, em termos homólogos, a uma média de 2,1%, segundo dados do Eurostat.

O bom desempenho de Portugal é ainda mais expressivo se comparado com os países da zona euro. A subida do volume de vendas do comércio a retalho subiu, nestes países, em outubro, a uma média de 1,1%, em temos homólogos.

Apesar do crescimento verificado na Europa, assistiu-se em novembro uma desaceleração do crescimento nos países da zona euro e nos 28 estados-membros em relação a outubro. Em outubro, assistiu-se um crescimento homólogo de 2,4% nos países da União Europeia. Quanto aos países da zona euro, a subida homóloga foi de 2,3%.

“Na zona euro, em novembro de 2017 comparado com novembro de 2017, o volume de comércio no retalho cresceu 2,9% para os combustíveis, cerca de 1,5% para produtos não alimentares, e cerca de 0,2% para alimentação, bebidas e tabaco. Nos 28 estados-membros, o volume do comércio a retalho cresceu 3,9% para os combustíveis, 2,8% para os produtos não alimentares e 0,6% para produtos alimentares, bebidas e tabaco”, refere o gabinete de estatística da União Europeia.

Além de Portugal, os países que mais cresceram foram a Eslovénia (+10.7%), a Roménia (+7.2%) e a Lituânia (+7.0%). Os países que registaram decréscimos mais acentuados foram Bélgica (-1.6%), Malta (-1.3%) e Áustria (-0.2%).

Fonte: Hipersuper