Projeto de internacionalização leva vinhos do Algarve à Europa

  • 29 novembro 2017, quarta-feira
  • mercados

Um conjunto de empresários oriundos da Europa, ficou a conhecer de perto os vinhos e vários produtores de vinhos algarvios, quer numa mostra de produtos agroalimentares que decorreu no NERA em Loulé, quer em visitas promovidas para o contacto direto com os locais de produção.

vinhos

Conforme explica nota da Comissão Vitivinícola do Algarve, esta iniciativa de divulgação dos produtos agroalimentares, inseriu-se no âmbito do projeto Internacionalizar mais Algarve, promovido pelo NERA e pela Universidade do Algarve, tendo como objetivo potenciar a internacionalização das PME localizadas nos territórios de baixa densidade do Algarve, com destaque para os setores do turismo e lazer, mar e agroalimentar.

Foi precisamente no contexto da promoção do setor Agroalimentar que a Comissão Vitivinícola do Algarve, foi convidada a dar a conhecer a região vitivinícola aos empresários europeus que foram selecionados a participar nesta ação que decorreu de 21 a 23 de novembro.

No dia 21 vários produtores algarvios, entre os quais no setor dos vinhos da Quinta da Tôr e a Comissão Vitivinícola do Algarve, tiveram um stand próprio na Mostra de produtos regionais assistindo depois ao Fórum regional para a internacionalização, que trouxe ao auditório várias personalidades da região nos setores do projeto, como diversos convidados.

Nos dois dias seguintes os empresários que comercializam produtos agroalimentares na Suécia, Alemanha e França, fizeram um pequeno périplo pela região, no sentido de conhecer in loco os produtores e produtos que pudessem ser atrativos para os seus mercados e clientes.

No setor vitivinícola a visita a um dos parceiros integrados no programa foi à Quinta da Tôr, em Loulé, onde a delegação de empresários visitou a adega e o novo espaço de enoturismo em desenvolvimento e teve oportunidade de provar os novos vinhos brancos, ainda a estagiar na cuba, que serão comercializados pela primeira vez por esta Quinta.

Mário Santos o proprietário ficou visivelmente satisfeito por participar neste projeto considerando que “a visita às nossas instalações permitiu consolidar a nossa presença na Mostra e dar mais credibilidade e notoriedade ao projeto.”

Mário Santos ficou ainda mais satisfeito quando, o casal de empresários portugueses radicados na Alemanha, lhe fizeram uma encomenda de vários vinhos, o que segundo ele “vai permitir abrir a porta para este importante mercado do qual tem vários interessados na sequência das visitas feitas à propriedade por turistas alemães”.

No último dia da visita, a delegação de empresários aproveitou para conhecer dois produtores de vinho algarvio – o Morgado do Quintão e os Vinhos Cabrita – primeiro numa visita às vinhas do Morgado do Quintão e depois à adega e sala de provas da Quinta da Vinha, propriedade na qual os vinhos Cabrita são elaborados.

Esta visita teve a participação de Joana Maçanita, que acompanhou e comentou as provas dos dois produtores, visto ser ela a enóloga responsável pela vinificação dos vinhos Cabrita e Morgado do Quintão.

Na prova, o destaque foi para os monocasta tintos de Negra Mole, um de cada produtor, a casta mais emblemática e exclusiva do Algarve e que cada vez mais vem conquistando a preferência dos produtores e consumidores, situação comprovada por Tiago Barbosa, um dos empresário da delegação, radicado em Paris e no caso especializado em produtos gourmet e vinhos «não faz sentido para a minha empresa apresentar vinhos algarvios feitos com castas francesas em Paris, pois esses já temos os originais lá e os meus clientes não os procuram, mas olham sim para vinhos diferentes e sobretudos únicos, e com qualidade claro».  

Fonte: Algarve Primeiro