Produtor dos Açores aposta na exportação de leite de burra

O leite de burra, cujo consumo remonta ao Império Egípcio, é um novo nicho agroalimentar em tendência de crescimento no Mundo e que está a ganhar forma em Portugal, onde existem apenas duas quintas produtoras.

leite

A Asinus Atlanticus, localizada nos Açores, é uma delas e produz leite de burra liofilizado, ou seja, em pó, para consumo humano.

Trata-se de «um projeto que une a alimentação saudável à biodiversidade e à proteção do património biológico e cultural lusitano», explica a empresa de Angra do Heroísmo e participada pelo fundo de investimento público Portugal Ventures.

Com a intenção de exportar este produto, marca presença na Biofach, feira internacional de produtos alimentares orgânicos, que se realiza em Nuremberga, Alemanha, de 14 a 17 de fevereiro.

Segundo a empresa, que produz, transforma e comercializa este produto, o leite de burra foi reconhecido pela comunidade científica «como o mais idêntico ao leite materno humano», sendo considerado «como um superalimento natural com propriedades nutricionais e com benefícios diretos para a saúde».

A Asinus Atlanticus, fundada em 2012, abastece sobretudo a indústria cosmética, sendo toda a sua produção para exportação. Na Europa, onde existem cerca de 15 a 20 quintas produtoras de leite de burra liofilizado, o país que lidera o consumo é a Itália.

No Médio Oriente e Índia, tradicionalmente este leite é consumido fresco.

Fonte: Hipersuper