Parlamento Europeu continuará a apostar no livre comércio

As últimas eleições europeias deram aos partidos eurocéticos uma maior proporção de assentos no Parlamento Europeu.

No entanto, de acordo com a análise da Crédito y Caución, é improvável que a maioria parlamentar que apoia a adoção de acordos de livre comércio mude substancialmente após as eleições europeias.

O relatório lembra que é da responsabilidade da Comissão Europeia a preparação e negociação de acordos comerciais, mas o Parlamento desempenha um papel fundamental no processo: é consultado durante a negociação e deve emitir uma votação final de aceitação ou rejeição.

No entanto, a seguradora de crédito não prevê o bloqueio de tratados ou grandes mudanças na agenda de comércio exterior da União Europeia.

Fonte: Grande Consumo