O setor alimentar adapta-se à incerteza global

O setor alimentar mantém um bom desempenho global com uma situação de risco de crédito estável apesar do aumento da incerteza global.

agroalimentar

De acordo com o mais recente Market Monitor divulgado pela Crédito y Caución, o setor alimentar mantém um desempenho global «razoavelmente bom», com uma situação de risco de crédito estável.

«Apesar do aumento da incerteza decorrente das crescentes guerras comerciais, os mercados de alimentos mantiveram-se, até agora, relativamente estáveis, devido às boas condições de fornecimento na maioria dos produtos básicos», refere o relatório.

A volatilidade dos preços, os problemas de segurança alimentar e o impacto do clima, sempre difíceis de prever, são os principais factores de risco para a evolução global do setor, que está a adaptar-se às mudanças nos hábitos do consumidor.

«A desconfiança generalizada aumentou a necessidade de que os fabricantes de alimentos e bebidas sejam mais transparentes sobre os seus ingredientes, processos de produção e cadeias de fornecimento», explica o relatório.

A tecnologia tem uma importância crescente no desenho de soluções para o fornecimento mundial de alimentos a longo prazo, mas está longe de causar impacto na estrutura do mercado. A engenharia alimentar no desenvolvimento de novos alimentos e bebidas básicos, como a carne de laboratório ou os lacticínios sem animais, tem captado o interesse da comunicação social, mas faltam anos para que estes produtos estejam disponíveis comercialmente de forma generalizada.

O que é o seguro de crédito?

O seguro de crédito constitui um sistema integral de gestão de crédito que protege as empresas seguradas dos incumprimentos de pagamento dos seus clientes, melhora o seu acesso ao financiamento, bem como as suas capacidades de prospeção comercial em qualquer mercado, interno e externo. Contribui decisivamente na mitigação dos riscos de crédito em processos de internacionalização. A efetividade da sua proteção baseia-se em três garantias:

Prevenção. Realizamos um seguimento permanente dos clientes dos nossos segurados. As nossas linhas de crédito comercial abrangidas por essa análise em todo o mundo superaram os 623.000 milhões de euros no final do último exercício.

Indemnização. As nossas opiniões sobre a capacidade de pagamento dos clientes encontram-se cobertas pelo seguro. No caso de não pagamento, os segurados recebem uma indemnização pelas perdas vinculadas às suas operações comerciais.

Cobrança. O não pagamento ativa mecanismos orientados à recuperação dos créditos não pagos em qualquer mercado do mundo, mesmo depois de paga a indemnização.