«Empack e Transport & Logistics» atrai 2000 profissionais num só dia

A “2ª Empack e Transport & Logistics”, que abriu as portas na Exponor, a 21 de setembro, recebeu no primeiro dia 2000 profissionais.

empack

«Bons contactos e expectativas de negócios» constituem o primeiro balanço de Samuel Silva, coordenador comercial Norte da Nacex, visivelmente satisfeito com a presença na feira, que terminou a 22 de setembro.

De igual modo, Salvador Prat, diretor comercial da Bizerba Iberia, revela que «este é o segundo ano em que estamos nesta feira e já fizemos reserva para o terceiro ano», acrescentando que «aumentámos o número de leads em 15%».

Para Marina Uceda, diretora da maior feira ibérica de embalagem, armazenagem, manutenção, transporte e logística, «esta é prova de que a nossa fórmula inovadora resulta e agrada às empresas».

A responsável explica que a fórmula assenta num modelo menos usual de eventos profissionais e de negócios, que conjuga a zona de feira com uma área de showroom, onde decorreram ao longo destes dois dias inúmeras demonstrações de equipamentos e produtos, espaços de networking e duas salas onde se desenrolam conferências e seminários temáticos com especialistas de renome.

A feira contou entre os expositores empresas portuguesas, espanholas, alemãs e francesas, contabilizando mais 20% de expositores e um incremento da área expositiva na ordem dos 40% face ao ano passado.

«Temos aqui soluções para toda a cadeia de valor das empresas», aponta Marina Uceda, garantindo que “«o êxito que se verificou confirma que a ‘Empack e Transport & Logistics’ veio para ficar».

Os pontos centrais da segunda edição da feira foram as salas de conferências, onde diversos oradores tentaram dar resposta às questões mais prementes em termos de logística, transportes e embalagem.

Uma das mais concorridas no dia de abertura foi a que integrou o painel ICIL-Big Data na Logística, que contou com a presença de três oradores de renome: José Silva, sócio-fundador da Goal B2B, Pere Perez, responsável da Transtic, e Martijn Wiecherink, country manager da Slimstock Portugal.

O Big Data é um programa cada vez mais usado para um melhor tratamento de dados, nomeadamente aqueles que contêm uma grande quantidade de informação não compilada e que necessitam de uma análise mais abrangente.

«É uma ferramenta essencial para conhecer todas as necessidades de fornecimento», classificou Wiecherink, acrescentando que «assim é possível inventariar todos os custos, adaptá-los e tornar as empresas mais rentáveis».

José Silva também acha que «é um processo que encaixa bem com a logística, onde se cria um grande fluxo de mercadorias, grandes volumes de informação. sobre milhões de entregas, e esta informação fica toda registada».

O “Forúm Transporte” e a análise dos problemas que envolvem a distribuição capilar foram outros temas sobejamente focados, a par das mais recentes inovações em tecnologia e materiais de embalagens.

Já no segundo e último dia da “Empack e Transport & Logistics” debateram-se temas como os sistemas de segurança e gestão de frotas, as supply chains e o Fórum e-logistics, uma das novidades deste ano, que envolve responsáveis da CTT, Chronopost, SIBS, EasyPay, MasterCard, Redunicre, Continente Online e Healthy Road.

Houve ainda ocasião de analisar a importância da embalagem no valor acrescentado de qualquer produto, a sua eficiência e o seu poder, bem como a contrafação de medicamentos e as soluções de embalagens específicas para o e-commerce.

Paralelamente, decorreram mais demonstrações de novidades no mercado, como novos materiais para conservação de alimentos, inovadores sistemas de transporte de grandes cargas ou um novo software para monitorizar a qualidade de produção, entre muitas mais que fizeram da «Empack e Transport & Logistics» o palco ideal para as empresas mostrarem ao mercado as suas novas soluções e criações de valor, remata a organização.