«Em 2019 continuaremos com a atualização das nossas linhas de produtos e teremos novidades»

hanna

O gerente da Hanna Instruments Portugal, Eros Trevisan, em entrevista à TECNOALIMENTAR, passa em revista o ano de 2018 e antecipa novidades e novos produtos para breve. Sobre o mercado português, o responsável realça que este se apoia «cada vez mais em equipamentos profissionais de gama médio-alta, fruto da formação avançada dos seus técnicos, assim como da exigência do mercado de produtos de elevada qualidade e com processos bem documentados».

Entrevista: Ana Clara | Fotos: Hanna Instruments

TECNOALIMENTAR: Que balanço faze da atividade da marca em Portugal em 2018?

EROS TREVISAN: Obalanço de 2018 é muito positivo, em vários aspetos.Foi o ano em que celebramos o 40º aniversário da Hanna Instruments e foi um ano de muito trabalho: lançamos mais de 20 produtos novos e aumentamos a nossa presença em Portugal.

TA: Na área alimentar houve vários produtos lançados em 2018. Fale-me um pouco deles e das suas características mais importantes para aplicações no setor alimentar.

ET: Sim, foi um ano de muitas novidades, algumas pensadas para o utilizador comum que procura medições precisas, simples e rápidas, como a linha de medidores portáteis e de bolso de pH lançada no início de 2018 dedicadaa aplicações específicas, como a medição direta de pH em carnes, queijo, arroz de sushi, cada um acompanhado por soluções de limpeza específicas.Para o utilizador técnico laboratorial ou industrial, lançamos também uma nova geração de tituladores automáticos potenciométricos com dimensões mais reduzidas para libertar espaço na bancada de trabalho.

TA: Estamos no começo de 2019. Que novidades irá a Hanna lançar para o setor este ano?

ET:Estamos a iniciar o ano ao mesmo ritmo do ano passado, já com algumas novidades.Lançamosum novo elétrodo para a medição de cloreto de sódio, vulgo sal, que, recorrendo a um sensor em tarugo de prata é robusto, de maior duração e mais económico do que os elétrodos de iões específicos, o que é de eficaz na medição frequente em certas amostras, como as soluções de salmoura.Estamos a lançar a nossa gama de termómetros completamente redesenhada concebida sobretudo para uma melhor relação qualidade/preço.Lançamos também as novas versões dos nossos bem conhecidos termo higrómetros, o HI9564 e HI9565, que agora se tornaram mais compactos e ergonómicos e integram uma sonda inteligente, que não necessita de ser calibrada pelo utilizador.Continuaremos a trabalhar na atualização da nossa linha de fotómetros, com o lançamento de novos modelos para medição de parâmetros como nitrato e amónia. E teremos certamente ainda muitas mais novidades.

TA: Como analisam hoje o mercado nacional sobretudo na área alimentar em que a Hanna atua?

ET: Constatamos que os nossos utilizadores são muito informados e recetíveis a nível de tecnologia. Tivemos exemplo disso com a excelente recetividade do nosso elétrodo Bluetooth para utilização com um smartphone. Ao contrário de muitos outros países em que a recetividade foi gradual e lenta, em Portugal tivemos um feedback muito positivo e os nossos clientes rapidamente perceberam que já traziam no bolso um autêntico medidor de pH com leituras milesimais, o smartphone, só lhes faltava um elétrodo!O mercado português apoia-se cada vez mais em equipamentos profissionais de gama médio-alta, provavelmente fruto da formação avançada dos seus técnicos, assim como da exigência do mercado de produtos de elevada qualidade e com processos bem documentados. Isto é um sinal muito positivo, que revela investimento e crescimento contínuo.

(Continua)

Nota de Redação:

Entrevista publicada na edição n.º 18 da Revista TecnoAlimentar.

Para aceder à versão integral, solicite a nossa edição impressa.

Em alternativa, contacte-nos através dos seguintes endereços:

Telefone 225899620

E-mail: marketing@agropress.pt