Douradinho de cangulo envolvido em aveia

Por Ana Marta Duarte, Maria João Casanova

peixe

Resumo

Com o objetivo de desenvolver um novo produto alimentar direcionado para crianças, foi produzido um “douradinho” composto por cangulo (Balistes capriscus), algas (Codium tomentosum e Sargassum muticum) e aveia (Avena sativa L.).

Pretendeu-se obter um alimento rico em proteínas, antioxidantes e beta-glucanos (potenciador da redução do colesterol no sangue) com uma formulação isenta de glúten, lactose, ovos, frutos de casca rija e aditivos (nomeadamente, sal, conservantes, aromas e sabores artificiais).

A avaliação da aceitação do produto foi realizada por um painel de provadores não treinados millenials (potenciais clientes e consumidores) e foi realizada a caraterização física do alimento (nomeadamente, cor e textura), sujeito a conservação a vácuo e sem vácuo, após 2 semanas de congelação a -18ºC.

Os resultados demonstraram que o produto, após congelação, manteve-se física e sensorialmente semelhante ao produto fresco, com aceitação favorável por parte do painel (com uma média de 4,75 pontos, numa escala de 0 a 6), motivando o futuro delineamento experimental e estudo aprofundado do novo produto.

Objetivos e Enquadramento

A “Douralguinhas” pretende ser um produto que responda às tendências do mercado atuais de alimentos com baixo teor calórico, rica em propriedades funcionais e apelativa a crianças.

Alimentos funcionais são alimentos que além de fornecerem energia e uma nutrição adequada, produzem outros efeitos que proporcionam benefícios à saúde, auxiliando na redução e prevenção de diversas doenças.

A “Douralguinhas” pretende ser um produto totalmente novo no mercado, enriquecido em iodo, antioxidantes e beta-glucanos, sem adição de sal, conservantes e corantes.

Cangulo (Balistes capriscus)

O cangulo ou peixe-porco, Balistes capriscus, é uma espécie demerso-pelágica da ordem Perciformes, pertencente à família Balistidae, e de ampla distribuição geográfica, que não apresenta dados relevantes sobre o seu estatuto de conservação, assumindo-se que não é uma espécie vulnerável.

Nutricionalmente, destaca-se pelo elevado valor em proteínas e baixo em calorias, porém com pouca expressão no mercado.

Algas Codium tomentosum e Sargassum muticum

Sargassum mticum

A deficiência em iodo no corpo humano é um resultado dos baixos níveis de iodo na terra, sendo as algas a melhor fonte natural e o seu consumo aconselhado, para suprir as necessidades diárias. As algas começaram a captar a atenção como novas fontes de ingredientes funcionais, porém pouco exploradas quando comparadas com outras matérias-primas.

(Continua)

Nota: Este artigo foi publicado na edição n.º 16 da Revista TecnoAlimentar.

Para aceder à versão integral, solicite a nossa edição impressa.

Contacte-nos através dos seguintes endereços:

Telefone 225899620

Email: marketing@agropress.pt