Comércio a retalho desacelera em fevereiro

comercio

O volume de negócios dos produtos alimentares caiu 2,4 pontos percentuais em fevereiro, originando uma desaceleração das vendas no comércio a retalho, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O indicador que mede o volume de negócios no comércio a retalho subiu 4,5% em fevereiro, quando no mês anterior havia crescido 5,3%.

«O índice de volume de negócios no comércio a retalho abrandou 0,8 pontos percentuais, para uma taxa de variação homóloga de 4,5% em fevereiro. A desaceleração do índice total foi determinada pelo agrupamento dos produtos alimentares que desacelerou 2,4 pontos percentuais, mais que compensando a aceleração de 0,4 pontos percentuais do agrupamento dos produtos não alimentares», explica o INE.

Já os índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas, ajustadas de efeitos de calendário, apresentaram crescimentos homólogos de 2,4%, 2,1% e 1,4%, respetivamente. 

Fonte: hipersuper