Alimentária&Horexpo Lisboa 2017: ao serviço da inovação

A Alimentaria mudou e apresenta-se este ano com um novo posicionamento focado em quatro eixos fundamentais: Inovação, Saúde, Bem-estar e Valorização da Produção Nacional.

alimentaria

Porquê esta mudança? «Para dar resposta às novas necessidades da Indústria, do Consumidor, da Distribuição e do Canal Horeca», afirma a organização, em comunicado.

«É preciso promover a competitividade da nossa economia, a capacidade exportadora e abertura a novos mercados não tradicionais, a criação de emprego e inclusão social, a promoção de estilos de vida saudáveis, o combate ao desperdício alimentar, bem como salvaguardar a qualidade e segurança alimentar», adiantam os promotores.

Sentindo estas necessidades e sendo um player de referência e ponto de encontro obrigatório para toda a industria alimentar, a Alimentaria & Horespo Lisboa 2017 tem, pela primeira vez, uma parceria com três Ministérios: o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, o Ministério da Saúde e o Ministério de Economia.

Saúde / Bem-estar

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 80% das doenças cardiovasculares, 90% de diabetes mellitus tipo 2 e 33% de todos os tipos de cancro poderiam ser evitados pela adopção de estilos de vida saudáveis, nomeadamente através de mudanças benéficas nos hábitos alimentares.

O Ministério da Saúde/Direção Geral da Saúde, através do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, colocou em marcha a missão de melhorar o estado nutricional da população portuguesa.

A Alimentaria está alinhada com as políticas públicas no que diz respeito à promoção de estilos de vida saudáveis. Até porque a Horexpo, salão que integra a Alimentaria Lisboa desde 2011, tem a capacidade de chegar a todo o canal de distribuição e Food service do país: restaurantes, sector hoteleiro, restauração colectiva, caterings, eventos e espectáculos, etc.

Mas a Inovação também pode ter influência na alimentação e nomeadamente nos estilos de vida saudável.

Inovação/Valorização da Produção Nacional

Outras das principais prioridades políticas atuais é atrair investimento internacional para Portugal, orientado para os sectores produtivos da economia - um investimento «que vem para ficar».

«A área agrícola e a indústria alimentar têm dado bons exemplos de sucesso, o que tem contribuído para o desenvolvimento do tecido empresarial em Portugal», sustenta a organização.

Os ministérios da Agricultura e da Economia articulam-se para o desenvolvimento não apenas do setor agrícola mas de toda a cadeia agroalimentar, através da Plataforma de Acompanhamento das Relações na Cadeia Agroalimentar, um importante fórum destinado a promover a discussão e o diálogo entre os diversos atores, desde a produção primária, à indústria e à distribuição de produtos agroalimentares.

Num momento em que o sector agroindustrial em Portugal está a ter um bom desempenho, a aptidão que o mesmo apresenta para atrair e captar investimento externo nunca foi tão vincada. Com esta iniciativa, a Alimentaria & Horexpo visa contribuir para esta dinâmica, trazendo investidores estrangeiros para conhecerem as empresas nacionais, a capacidade produtiva do país e a qualidade da produção nacional. Por outro lado, representa num palco importante para promover o estabelecimento de parcerias que reforcem o crescimento e competitividade económica do país, estabelecendo sinergias entre setores ligados à agricultura, como o ambiente, turismo, emprego ou qualificação profissional.

A Alimentaria é o local ideal para promover a captação de investimento direto estrangeiro nomeadamente em atividades de inovação que capacitem as empresas nacionais para integrarem as denominadas Global Value Chains, adequando o perfil de especialização à procura interna.

Portugal representa uma orientação exportadora com uma enorme margem de crescimento.

É precisamente por estes motivos que a edição de 2017 da Alimentaria & Horexpo Lisboa se reveste de uma importância particular, que se reflete nestes quatro eixos que se fundem em si e com os programas do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, do Ministério da Saúde e do Ministério de Economia.

A Alimentaria & Horexpo Lisboa 2017 é uma organização da FIL, em parceria com a Alimentaria Exhibitions, apresenta-se como o local de negócios e networking de todos os profissionais do setor, bem como um palco aberto ao debate e discussão. É o espaço de negócio privilegiado para o mercado interno e para o mercado externo, este ano sob o mote ‘Vender Mais, Conhecer Novos Mercados e Captar Novos Clientes’.

Em três dias, a FIL reúne numa só feira três grandes áreas de negócio para os profissionais do setor – Alimentaria Lisboa, Horexpo e Tecnoalimentaria – reunindo toda a oferta e novas tendências para aumentar o negócio e dar qualidade aos empresários que operam neste grande mercado.

A Alimentaria Lisboa reúne a oferta alimentar, organizada em torno de setores que representam a grande variedade da indústria de alimentação e bebidas.

Conta com o apoio e colaboração de todos os canais de distribuição do País, oferecendo aos expositores e visitantes a oportunidade única de testar lançamentos, realizar contactos e entrar em novos mercados.