Aldi aposta no mercado online da China

Desde 2014 que existe o rumor da possibilidade de lançamento do discounter alemão na China. No entanto parece que ainda não é para já, sendo por agora anunciado apenas o lançamento de e-commerce na China.

«No segundo trimestre de 2017, a Aldi começará a vender uma gama cuidadosamente selecionada de produtos de mercearia aos consumidores chineses», adiantou fonte da Aldi.

Para este efeito a Aldi irá utilizar o Aldi Austrália para abastecer o mercado chinês que se concentrará essencialmente em mercearia e vinho.

Existe uma enorme demanda para o vinho na China, sendo visível um enorme crescimento das vendas australianas de vinho para o mercado chinês.

No ano passado a China ultrapassou os Estados Unidos como o mercado mais valioso da Austrália, subindo 51% para os 474 milhões de dólares, cerca de 322 milhões de euros em 2015.

No mês passado a Associação Chinesa de Importação e Exportação de Vinhos e Bebidas publicou números que mostram que o país importou mais de 354 milhões de litros de vinhos entre janeiro e setembro de 2016, um aumento de 19,06% em relação ao mesmo período do ano passado.

Fonte: Grande Consumo